Home / Destaque / Tite foi coerente. Se na Copa da Rússia virou as costas a Dudu, matou de vez a chance de Raphael Veiga de ir ao Catar. Injustiça

Tite foi coerente. Se na Copa da Rússia virou as costas a Dudu, matou de vez a chance de Raphael Veiga de ir ao Catar. Injustiça

São Paulo, Brasil

Tite foi coerente.

Assim como na Copa do Mundo de 2018 virou as costas para o melhor jogador no Brasil, Dudu, o treinador da seleção brasileira deixa de fora do Mundial do Catar o jogador de maior talento atual no país: Raphael Veiga.

Esta foi a penúltima convocação do técnico antes da Copa.

Se contra a Coreia do Sul, Japão e uma seleção africana, Raphael Veiga, que nunca jogou pela seleção, foi desprezado, não será mais chamado.

Diante da Argentina, pelas Eliminatórias e, provavelmente, contra o México, Tite fará sua última lista antes de levar seu time para o Catar.

Talvez para tentar compensar o absurdo desprezo a Veiga, ele chamou Danilo, volante onipresente do Palmeiras.

Mas não há explicação para não dar sequer uma chance, um teste a Veiga.

A não ser a mesma: Tite segue com seus protegidos. Com Philippe Coutinho, Fabinho e Fred no meio-campo. O treinador está cansado de saber o rendimento do trio. 

Bruno Guimarães mereceu a chance.

A lista dos convocados é esta:

GOLEIROS

Alisson (Liverpool)
Ederson (Manchester City)
Weverton (Palmeiras)

LATERAIS

Daniel Alves (Barcelona)
Danilo (Juventus)
Alex Sandro (Juventus)
Alex Telles (Manchester United)
Guilherme Arana (Atlético-MG)

ZAGUEIROS

Éder Militão (Real Madrid)
Gabriel Magalhães (Arsenal)
Marquinhos (PSG)
Thiago Silva (Chelsea)

MEIOS-CAMPISTAS

Bruno Guimarães (Newcastle)
Casemiro (Real Madrid)
Danilo (Palmeiras)
Fabinho (Liverpool)
Fred (Manchester United)
Lucas Paquetá (Lyon)
Philippe Coutinho (Aston Villa)

ATACANTES

Gabriel Jesus (Manchester City)
Gabriel Martinelli (Arsenal)
Matheus Cunha (Atlético de Madrid)
Neymar (PSG)
Raphinha (Leeds)
Richarlison (Everton)
Rodrygo (Real Madrid)
Vinícius Jr (Real Madrid)

Danilo foi a 'surpresa' de Tite. Mas não compensa a injustiça cometida em relação a Raphael Veiga

Danilo foi a ‘surpresa’ de Tite. Mas não compensa a injustiça cometida em relação a Raphael Veiga

RICARDO MOREIRA/ZIMEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A expectativa não estava no exterior, de onde sempre veio a esmagadora maioria dos seus escolhidos.

Mas dos raros jogadores que atuam no Brasil.

E o principal deles, Raphael Veiga.

Apesar do excelente futebol demonstrado no último ano e meio, ele jamais mereceu uma única chance de Tite. Nunca foi chamado para a seleção. Vinha sendo injustiçado constantemente. Sem explicações viáveis.

Foi assim que se tornou fundamental na conquista do bicampeonato seguido da Libertadores para o Palmeiras.

Aos 26 anos, ele está no auge. Tanto na técnica, no físico, no psicológico, na maneira de enxergar o jogo.

No Palmeiras, a expectativa era enorme pela chamada de Veiga.

Quem não se animava era justamente Dudu, que conhece a maneira de Tite agir.

A compensação foi a lembrança de Danilo, jogador onipresente do Palmeiras.

E, como Tite não fala sobre atletas não convocados, não teve de dar explicações sobre a ausência de Raphael Veiga.

O máximo que se permitiu foi dividir a responsabilidade sobre a lista de convocados. Sem Raphael Veiga.

“A gente tem uma alegria e responsabilidade muito grande. A concorrência é para todos. É para o Rodrigo Caio, que voltou agora depois de meses. É para Danilo, que foi convocado agora. Lucas Veríssimo. A gente vai trabalhando e acompanhando estes atletas na evolução até o finalzinho.

“Nós reunimos toda a comissão técnica e cada um tem sua autonomia para escolher os 26. Eu fico só ouvindo. É assim que eu trabalho. Discordamos, falamos, pegamos dados físicos, clínicos, técnicos, o modelo de jogo. Debatemos até chegar em um resultado final. Agradando alguns, desagradando todos. Mas todos estão no contexto.”

Serão três amistosos: Coreia do Sul, dia 2 de junho, em Seul; dia 6, contra o Japão, em Tóquio; e, provavelmente, 11 de junho, na Europa, contra um adversário africano, já que a Argentina desistiu do amistoso na Austrália.

Raphael Veiga é o melhor jogador do país no último ano e meio. Esquecimento imperdoável

Raphael Veiga é o melhor jogador do país no último ano e meio. Esquecimento imperdoável

FELIPE RAU/ESTADÃO CONTEÚDO – 03/04/2022

Em setembro, a Fifa obrigou o Brasil a enfrentar os argentinos, por causa da partida suspensa pelas Eliminatórias, em 2021, quando fiscais da Anvisa invadiram o estádio do Corinthians, em Itaquera. E a CBF praticamente fechou amistoso diante do México.

Daí, restará a Copa. 

Tite insiste novamente em Gabriel Jesus, atacante que está sendo vendido pelo Manchester City ao Arsenal. Embora nas últimas partidas o brasileiro tenha sido titular com Guardiola, ele passou quase toda a temporada no banco de reservas.

A chamada de Gabriel Jesus serve como recompensa pelo sacrifício que fez no Mundial da Rússia, quando foi mais marcador de laterais adversários do que atacante.

Tite chamou três laterais esquerdos. Mostrando outra incoerência. Alex Sandro, Alex Telles e Guilherme Arana.

Everton Ribeiro e Gabigol foram deixados de lado também por Tite.

E também ficam mais longe do Mundial do Catar…

Fonte: R7

Veja Também

Ciclone chega ao Uruguai e já causa transtornos em Punta del Este

Chegada de fortes ventos ao litoral gaúcho está prevista para as próximas horas. Marinha se prepara, e Comando Militar do Sul está de prontidão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.