Home / Destaque / Putin presta solidariedade às vítimas de chuvas em Petrópolis

Putin presta solidariedade às vítimas de chuvas em Petrópolis

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, se solidarizou com as vítimas das chuvas em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ele se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (16), em Moscou. 

“Sei que ontem no Brasil ocorreu um incidente muito triste após fortes chuvas. Gostaria de manifestar minhas condolências ao povo brasileiro”, disse o presidente russo. Bolsonaro agradeceu o gesto e pediu que “Deus conforte os familiares” das vítimas. 

De acordo com a Defesa Civil, até as 11h desta quarta-feira (16), 44 pessoas haviam morrido após o temporal que atingiu a cidade, na região serrana do Rio de Janeiro.

A Defesa Civil informou que ainda há previsão de chuva fraca a moderada a qualquer momento no município
O número de mortos no temporal que atingiu a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, subiu para 39, até as 11h desta quarta-feira (16). O governador Cláudio Castro disse que há um 'grande trabalho de solidariedade' para resgatar os moradores. Segundo informações, 16 pessoas foram salvas com vida
As secretarias de Desenvolvimento Social do estado e do município trabalham no acolhimento das vítimas. A Polícia Civil do Rio de Janeiro afirmou que os setores de perícia, de cartório, delegados da região serrana, apoio terrestre e apoio aéreo estão mobilizados para atender a cidade
A Defesa Civil informou que ainda há previsão de chuva fraca a moderada a qualquer momento no município
O número de mortos no temporal que atingiu a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, subiu para 39, até as 11h desta quarta-feira (16). O governador Cláudio Castro disse que há um 'grande trabalho de solidariedade' para resgatar os moradores. Segundo informações, 16 pessoas foram salvas com vida

1 / 8

O número de mortos no temporal que atingiu a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, subiu para 39, até as 11h desta quarta-feira (16). O governador Cláudio Castro disse que há um 'grande trabalho de solidariedade' para resgatar os moradores. Segundo informações, 16 pessoas foram salvas com vida
As secretarias de Desenvolvimento Social do estado e do município trabalham no acolhimento das vítimas. A Polícia Civil do Rio de Janeiro afirmou que os setores de perícia, de cartório, delegados da região serrana, apoio terrestre e apoio aéreo estão mobilizados para atender a cidade
Os familiares estão sendo acolhidos e atendidos na Sala Lilás do posto de perícia do município. Mais de 400 bombeiros atuam no local, atingido por um temporal na noite de ontem. A orientação é que a população evite a cidade, tendo em vista as dificuldades de transporte e locomoção no momento
No Morro da Oficina, no Alto da Serra, a estimativa é que 80 casas tenham sido afetadas. Em outras regiões, como 24 de Maio, Caxambu, Sargento Boening, Moinho Preto, Vila Felipe, Vila Militar e as ruas Uruguai, Washington Luiz e Coronel Veiga, também há registros
O corpo de uma mulher foi resgatado em frente à Câmara Municipal
A Prefeitura de Niterói decretou luto de três dias. Segundo o município, até as 9h, o número de ocorrências chegou a 229, das quais 189 são de deslizamentos, fazendo com que a cidade decretasse também estado de calamidade pública
Nas redes sociais, moradores da cidade registraram imagens da catástrofe, com enchentes e carros sendo arrastados pela correnteza. Veja os vídeos
A Defesa Civil informou que ainda há previsão de chuva fraca a moderada a qualquer momento no município
    • O número de mortos no temporal que atingiu a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, subiu para 39, até as 11h desta quarta-feira (16). O governador Cláudio Castro disse que há um ‘grande trabalho de solidariedade’ para resgatar os moradores. Segundo informações, 16 pessoas foram salvas com vida

      BRUNO KAIUCA/ZIMEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Em seis horas, choveu o total esperado para o mês de fevereiro. As enxurradas fecharam as ruas de acesso ao centro da cidade e causaram corte de energia em algumas regiões. A correnteza arrastou carros, invadiu lojas e mercados. Nas redes sociais, vídeos mostraram o desabamento de uma escola.

    Ontem, o presidente Jair Bolsonaro determinou “auxílio imediato” às vítimas das enchentes. O presidente telefonou para o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e para os ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Paulo Guedes (Economia) e Braga Netto (Defesa).

    O ministro Rogério Marinho determinou a ida do secretário nacional de Defesa Civil ao município para acompanhar o resgate. “Estamos em contato com a prefeitura e faremos todos os esforços para socorrer as vítimas. Nossa Defesa Civil Nacional está trabalhando com as defesas civis do estado e do município”, afirmou.

    Fonte:R7

    Veja Também

    EMPREGOS JARINU E REGIÃO

    EMPREGOS JARINU E REGIÃO

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.