sexta-feira , 22 outubro 2021
Home / Educação / Moradores doam materiais para reforma de creche em Jarinu

Moradores doam materiais para reforma de creche em Jarinu

Moradores doam materiais para reforma de creche em Jarinu (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

Moradores doam materiais para reforma de creche em Jarinu (SP) — Foto: TV TEM/Reproduçãohttps://d93f3bc70f8fb08e7c222f98bcb25af1.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Moradores se uniram e arrecadaram materiais para a reforma de uma creche em Jarinu (SP). As doações transformaram as vidas dos alunos durante a pandemia do coronavírus.

A ideia de reformar a creche Maria Rodrigues Navarro, no bairro Maracanã, surgiu durante uma reunião entre os funcionários, no fim de abril.

Com a ajuda da população, o alambrado ficou mais colorido, as flores levaram vida ao jardim e o parquinho de madeira ganhou cara nova. A diretora da creche, Alessandra Bushi, diz que os desenhos no chão trouxeram alegria ao local.

“Tanto eu como todos os funcionários achávamos que faltava um pouco de cor, um pouco de alegria, para parecer mesmo que é uma creche”, explica.

Moradores doam materiais para reforma de creche em Jarinu (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

Moradores doam materiais para reforma de creche em Jarinu (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

A última reforma na creche havia sido feita em 2017. Desta vez, foram três semanas de muito trabalho, tudo dividido entre a equipe da escola. “A gente está fazendo isso pelas crianças”, conta a inspetora Matilde Leonel.

Para que a reforma acontecesse, os professores e funcionários pediram o apoio dos moradores e dos comerciantes da região. Aos poucos, a comunidade se envolveu e foi doando tinta, pincel, rolo, tudo o que foi preciso. Com essa ajuda, a creche ganhou vida nova.

Professoras e funcionários reformam creche em Jarinu (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

Professoras e funcionários reformam creche em Jarinu (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

“Quando a gente estava pintando e reformando a creche, as pessoas passavam, olhavam e falavam: ‘nossa, vocês estão de parabéns, que bonito’. Os moradores agora passam com outra cara para a creche”, comenta a professora Maria Luísa Ferreira.

No local estudam 126 alunos de um a quatro anos. Com o risco de contaminação pelo novo coronavírus, por enquanto o ensino é apenas remoto. As crianças só vão à creche para buscar as atividades e, quando chegam, se encantam com as novidades

Fonte: G1

Veja Também

Suposto “coiote” cobra até R$ 100 mil para levar brasileiros aos EUA

Polícia chegou ao suspeito durante viagem em que o empresário de MG estaria fugindo com a filha de 3 anos para o Paraguai

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *