sexta-feira , 22 outubro 2021
Home / Destaque / Mais de 2,3 milhões podem sacar 3ª parcela do auxílio emergencial hoje

Mais de 2,3 milhões podem sacar 3ª parcela do auxílio emergencial hoje

A Caixa Econômica Federal libera nesta quinta-feira (15) o saque em dinheiro da terceira parcela do auxílio emergencial para 2,32 milhões de trabalhadores informais nascidos em outubro que se inscreveram pelos meios digitais ou que integram o CadÚnico. Ao todo, foram creditados R$ 479,1 milhões para esse público em 29 de junho.

O benefício que previa quatro parcelas agora foi prorrogado com mais três, ou seja, ao todo serão sete pagamentos até outubro de 2021, mas os valores foram mantidos. O pagamento médio continua de R$ 250, exceção às mulheres chefes de família, que recebem R$ 375, e as pessoas que moram sozinhas, R$ 150.

Segundo o Ministério da Cidadania, somando as três etapas de pagamentos, o investimento federal chegou a R$ 26,3 bilhões, incluindo todos os públicos, num total de 114,09 milhões de transferências.

O calendário com as datas dos novos pagamento ainda será divulgado pelo Ministério da Cidadania, responsável pelo gestão do benefício, e pela Caixa. O grupo do Bolsa Família tem o pagamento fixo, sempre nos dez últimos dias do mês, de acordo com o cronograma do programa.

Já os outros grupos, inscritos pelo CadÚnico e pelo aplicativo da Caixa, recebem primeiro com depósito na conta digital e depois o saque é liberado. Esse calendário está atualmente no ciclo 3, com saques previstos até o dia 19 de julho.

Além disso, há a opção de girar o dinheiro usando o Pix, sistema de pagamentos instantâneo do Banco Central. A única exceção às transações se dá para os casos de transferência para conta de mesma titularidade.

Conforme o Ministério da Cidadania, o modelo de escalonamento das transferências e saques, adotado no ano passado durante a primeira rodada do auxílio emergencial, segue com o objetivo de evitar filas e aglomerações nas agências da Caixa e nas lotéricas.

Fonte: R7

Veja Também

Fiocruz: transmissão do coronavírus mantém ritmo de queda no Brasil

Observatório Covid-19, todavia, ressalta que há instabilidade na notificação de casos leves, o que pode afetar interpretações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *