Home / Destaque / Campeão, Palmeiras tem seis na seleção do Paulistão 2022

Campeão, Palmeiras tem seis na seleção do Paulistão 2022

Paulistão 2022 chegou ao fim neste domingo (3) com o Palmeiras garantindo o título em cima do São Paulo após dominar completamente o jogo de volta e golear por 4 a 0 no Allianz Parque – 5 a 3 no placar agregado.

Campeão, o Alviverde colocou cinco jogadores na seleção do campeonato escalada pela reportagem: Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Danilo, Raphael Veiga e Dudu. Além deles, o técnico Abel Ferreira, que conquistou seu primeiro título estadual, foi o mais votado.

Pelo Tricolor, vice-campeão, foram três jogadores no 11 ideal: Welington, Pablo Maia e Calleri.

A seleção do Paulistão 2022 escolhida pela reportagem, num tradicional 4-4-2, tem: João Paulo (Santos); Marcos Rocha (Palmeiras), Gustavo Gómez (Palmeiras), Léo Ortiz (RB Bragantino) e Welington (São Paulo); Danilo (Palmeiras), Pablo Maia (São Paulo), Renato Augusto (Corinthians) e Raphael Veiga (Palmeiras); Dudu (Palmeiras) e Calleri (São Paulo). Técnico: Abel Ferreira (Palmeiras).

VEJA TAMBÉM

Abaixo você confere como ficou cada setor do time eleito pela reportagem e os pontos destacados na votação

GOLEIRO – João Paulo (Santos FC)
Se o Santos conseguiu se manter na elite do futebol paulista, muito foi graças ao arqueiro de 26 anos. João Paulo fez defesas incríveis e salvou o Alvinegro Praiano em vários jogos na primeira fase. Segundo dados do FootStats, ele foi o goleiro mais acionado do Paulistão 2022, com 44 defesas (média de 3,67 por jogo), sendo 13 difíceis. A título de comparação, o segundo arqueiro mais acionado foi Cássio, do semifinalista Corinthians, com 36 defesas (3 por partida).

LATERAIS – Marcos Rocha (Palmeiras) e Welington (São Paulo)
Na defesa que levou só três gols na primeira fase, Marcos Rocha exerce papel fundamental pelo lado direito. Seja fechando como defensor em alguns momentos, seja buscando as jogadas de ataque, foi ele quem mais deu viradas de jogo no estadual: total de 24 em dez jogos (sem contar a final de domingo). Percentual de erro: zero!

Do outro lado, Welington cresceu na reta final e assumiu a posição que era de Reinaldo. A atuação na segunda partida da final foi a pior do jogador no campeonato, mas na semifinal contra o Corinthians e na primeira partida, ele foi um dos destaques.

ZAGUEIROS – Gustavo Gómez (Palmeiras) e Léo Ortiz (RB Bragantino)
Capitão do campeão Palmeiras, o paraguaio Gómez é o grande centro de comando da excelente defesa montada por Abel Ferreira, sendo considerado um dos melhores zagueiros em atividade na América do Sul. Já Léo Ortiz também vem se destacando desde o último Brasileirão. Neste estadual, foi destaque do Bragantino, sendo um dos líderes em vários fundamentos, como passe certo, virada de jogo, rebatida e defesa.

VOLANTES – Danilo (Palmeiras) e Pablo Maia (São Paulo)
O palmeirense Danilo é uma das grandes promessas para a posição no futebol brasileiro, tendo despertado interesse recente do Arsenal (Inglaterra). Além dos bons números, é titular do campeão paulista, foi o grande nome do dérbi contra o Corinthians, fez muita falta no jogo de ida contra o São Paulo e marcou o primeiro na goleada do título. Do outro lado, o jovem Pablo Maia é promessa de Cotia que também virou realidade. Ele termina o estadual com o melhor percentual de desarmes do time (94,44).

MEIAS – Renato Augusto (Corinthians) e Raphael Veiga (Palmeiras)
Corinthians caiu na semifinal, mas isso não tira o protagonismo de Renato Augusto na equipe comandada por Vítor Pereira. Aos 34 anos, o camisa 8 esbanja técnica e é o responsável por conduzir a bola da defesa ao ataque. Já Raphael Veiga foi um dos craques do Paulistão 2022. Um dos principais nomes do Palmeiras na campanha do título, fez sete gols no torneio, dois deles no jogo decisivo contra o São Paulo no Allianz.

ATACANTES – Dudu (Palmeiras) e Calleri (São Paulo)
A dupla de ataque é formada pelos finalistas Dudu e Calleri. O palmeirense não se destacou com gols, mas foi um dos melhores jogadores do campeonato. Seja servindo os companheiros, seja ajudando na recomposição, Dudu foi o terror da defesa são-paulina no segundo jogo da final. Ao lado dele, Calleri. O argentino não brilhou na segunda partida, mas foi decisivo no jogo de ida e terminou como vice-artilheiro da competição, com oito gols – o maior goleador foi Ronaldo, da Inter de Limeira, com nove.

Técnico Abel Ferreira comemora o primeiro título estadual com o Palmeiras

Técnico Abel Ferreira comemora o primeiro título estadual com o Palmeiras

EDU GARCIA/R7 (03.04.2022)

TÉCNICO – Abel Ferreira (Palmeiras)
Abel Ferreira já marcou seu nome na história do Palmeiras. Só neste ano, em menos de quatro meses, disputou a final do Mundial (perdeu do Chelsea na prorrogação), foi campeão da Recopa Sul-Americana e levou o Paulistão. O estadual, aliás, é um título que faltava na galeria do português. O time que só foi batido uma vez no campeonato, conseguiu dar o troco nos 3 a 1 do São Paulo do jogo de ida da final com uma goelada de 4 a 0 para coroar a conquista no Allianz.

Fonte: R7

Veja Também

SP: polícia busca suspeito de assassinar estudante da Unicamp

O corpo da vítima foi encontrado em uma ribanceira com pedras. Mayara tinha ferimentos de faca no braço, mão, tórax e cabeça

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.