Home / Destaque / Bernardinho revela que pediu demissão da seleção francesa para cuidar da filha

Bernardinho revela que pediu demissão da seleção francesa para cuidar da filha

Bernardinho, ex-treinador da seleção brasileira de vôlei e, há duas semanas, também ex-treinador da seleção francesa, revelou o motivo de sua saída do time europeu. Segundo o técnico brasileiro, ele precisou pedir demissão para cuidar de sua filha mais nova, que está bastante abalada psicologicamente por causa da separação de seus pais.

“Desde meu divórcio, a situação tem sido um pouco difícil com minhas duas filhas. A mais nova (de 12 anos) sofreu com a separação. Psicologicamente, ela estava mal. Discutimos, mas percebi que não podia deixá-la sozinha”, afirmou em entrevista ao jornal francês L’Equipe.

Bernardinho e Fernanda Venturini, também ex-jogadora de vôlei, foram casados durante 25 anos, tiveram duas filhas, Júlia e Vitória, e se separaram em outubro de 2020.

O brasileiro, de 62 anos, assumiu o comando da seleção francesa no ano passado com o objetivo de buscar o bicampeonato olímpico nos Jogos de Paris 2024, na casa dos seus comandados. De acordo com o treinador, deixar a seleção francesa foi uma das decisões mais difíceis da vida dele.

“A decisão foi a mais difícil da minha vida. Não é fácil abandonar um projeto tão bonito, tão especial. Estavam à vista os Jogos Olímpicos de Paris, com um grande grupo de jogadores”, disse Bernardinho.

O ex-treinador da seleção brasileira deixou um enorme legado para o Brasil no vôlei. Entre as suas principais conquistas com a amarelinha estão dois ouros olímpicos (2004 e 2016), duas pratas (2008 e 2012) e três títulos mundiais (2002, 2006 e 2010), além de oito Ligas Mundiais.

Fonte: R7

Veja Também

SP: polícia busca suspeito de assassinar estudante da Unicamp

O corpo da vítima foi encontrado em uma ribanceira com pedras. Mayara tinha ferimentos de faca no braço, mão, tórax e cabeça

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.