Home / Destaque / Ao lado de Putin, Bolsonaro defende soberania dos países

Ao lado de Putin, Bolsonaro defende soberania dos países

Ao lado do presidente da Rússia, Vladimir Putin, o presidente Jair Bolsonaro exaltou o diálogo com o país, defendeu a soberania das nações e o empenho pela paz. O presidente brasileiro também agradeceu a Putin por defender a soberania do Brasil na Amazônia.

“Compartilhamos de valores comuns, como crença em Deus e a defesa da família, também somos solidários a todos os países que querem e se empenham pela paz. Temos uma colaboração intensa nos principais fóruns internacionais, onde defendemos a soberania dos Estados”, disse Bolsonaro em declaração após reunião de cerca de duas horas com Putin. 

A visita de Bolsonaro à Rússia ocorre em meio a tensões entre o país e a Ucrânia. Mesmo ciente dos riscos da viagem em razão da ameaça de invasão do país vizinho pelas tropas russas, Bolsonaro decidiu manter a visita para atender a um convite feito por Putin.

Na reunião a portas fechadas, os chefes de Estado conversaram sobre comércio bilateral e alianças em áreas como nanotecnologia, biotecnologia, inteligência artificial, tecnologias de informação e comunicação, pesquisas em saúde e oceanos.

Bolsonaro enfatizou o interesse do governo brasileiro por fertilizantes russos, que atende a uma demanda do agronegócio brasileiro, e lembrou que há o interesse do país na proteína animal do Brasil.

“Da nossa parte, existe muito interesse em fertilizantes e notamos o interesse russo na aquisição da nossa proteína de origem animal. No campo da energia, existem amplas oportunidades para negócios nas áreas de gás, petróleo e derivados”, declarou Bolsonaro.

O presidente russo também defendeu a ampliação das relações bilaterais e lembrou outras parcerias entre os países, como a da escola de teatro Bolshoi, que forma bailarinos em Joinville, Santa Catarina.

Putin ainda se solidarizou com as vítimas das chuvas em Petrópolis, no Rio de Janeiro, na terça-feira (15). “Sei que ontem no Brasil ocorreu um incidente muito triste após fortes chuvas. Gostaria de manifestar minhas condolências ao povo brasileiro”, disse o presidente russo. Bolsonaro agradeceu o gesto e pediu que “Deus conforte os familiares” das vítimas.

No final da reunião, Bolsonaro convidou Vladimir Putin a realizar visita ao Brasil. Segundo o Itamaraty, o convite foi aceito “com satisfação”. As datas da visita serão acordadas pelos canais diplomáticos.

Homenagem aos soldados soviéticos

Antes do encontro no Kremlin, o presidente participou de cerimônia em homenagem a soldados do então Exército da União Soviética mortos durante confronto com os nazistas na Segunda Guerra Mundial. A celebração aconteceu na manhã desta quarta-feira (16), madrugada no Brasil. A visita é uma tradição entre os chefes de Estado que vão ao país.

Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia

1 / 6

Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
Bolsonaro no Túmulo do Soldado Desconhecido, na Rússia
    • Alan Santos/PR

    Durante a homenagem, Bolsonaro entregou uma coroa de flores com folhas verdes, azuis e amarelas, cores da bandeira do Brasil. O local é símbolo da vitória da União Soviética na guerra. O império, que tinha a Rússia como principal país, durou entre 1922 e 1991 e representou o bloco comunista do mundo, regime que é criticado por Bolsonaro.

    Fonte: R7

    Veja Também

    SP: polícia busca suspeito de assassinar estudante da Unicamp

    O corpo da vítima foi encontrado em uma ribanceira com pedras. Mayara tinha ferimentos de faca no braço, mão, tórax e cabeça

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.